Translate

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Deusa Hécate

magia no dia a dia

Ela é filha da noite escura e da lua negra. Hécate vive no submundo e vive também em cada ser e coisa, influenciando nossos dias mais do que possamos imaginar.

Muitas vezes nossa alma viaja para o mundo de Hécate e a bruma que cobre nossos olhos quando acordamos ou o entorpecimento que nos acomete, indica que voltamos de lá, do lar desta deusa. Os sonhos, os pesadelos, as visões são todos fenômenos conduzidos por ela, na intenção de livrar as pessoas de suas ilusões perante a vida. Ela nos purifica.

Hécate também é responsável pelo encontro dos caminhos: a conhecida encruzilhada, o portal que recebe as almas dos vivos e dos mortos. Hécate como guardiã deste portal, tem ao seu lado sempre lobos negros, cachorros e serpentes.

É a deusa da porteira de fogo, que desmancha malfeitos. É o barulho da noite. É o calafrio no corpo. A voz interna que não cala. A presença  sentida e não vista. O vulto que passa. O copo que quebra. É a chama de uma vela. Um perfume que se sente. Uma corrente que arrebenta. É uma oração anotada. Vestígios de uma vida passada. O pressentimento do futuro. O conselho inesperado. A ajuda no meio da madrugada.

Hécate é a deusa da terceira escolha, das possibilidades incríveis. 

Ela é uma deusa neutralizadora, nem boa, nem má. O seu olhar  profundo denota justiça, força e compaixão. Mas para ela não há vítimas e nem demônios eternos. Para ela nada está predeterminado e cada ser,
se quiser, tem sempre uma terceira escolha. Ela está no meio dos  mundos. Ela é o caminho do meio.

Uma deusa que é admirada por Zeus e também por Hades.

A mulher que carrega esta deusa em sua alma é um espírito milenar e que já acumulou experiências suficientes para compreender toda a humanidade.

Essa deusa tem opiniões geralmente muito diferentes das demais pessoas, gerando conflitos por onde passa. Mas jamais é preconceituosa. É uma deusa justa, profunda e segura. E como não seria se enxerga aquilo que ninguém mais vê? Não é fácil encarar os olhos dessa deusa: ao mesmo tempo em que denotam profundo amor, mostram o seu lado sombrio, como um espelho do avesso.

Ela é a rainha das bruxas.



Fonte: Humanitatis - Instituto de Formação Transpessoal
  
  
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...