Translate

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Ritual Ancestral

ritual ancestral
lonely old witch by sage666




O propósito deste ritual básico é conectar o leitor às correntes espirituais que lhe foram transmitidas por sua carga genética, alinhando-o às memórias ancestrais adormecidas em seu interior.










Itens necessários:

1. Um óleo. Deve ser algo da família da menta. Na falta de óleo, serve qualquer coisa "mentolada". É necessário que o aroma seja aplicado à pele, para que possa senti-lo durante o ritual. O cheiro de menta estimula os centros de memória.
 
2. Uma vela. Deve ser de cor simbólica, associada a seus ancestrais. Se não lhe ocorrer nada, use então uma vela vermelha, pois esta tem a associação com os elos sanguíneos.
 
3. Incenso (se o ritual for realizado ao ar livre, utilize um incenso lunar com cânfora, que é um catalisador do material astral). Não use incenso caso pratique o ritual dentro de casa, pois ele anularia o aroma da menta.
 
4. Um mito: algo associado a sua herança étnica. Escolha um mito ou lenda favorita - há uma razão metafísica para que aquela história seja interessante para você.
 
5. Ícones, símbolos ou algo que reflita a cultura da qual deseja despertar suas memórias. Uma foto, ou pintura, serve, mesmo que seja a capa de um livro. Posicione esse objeto em local visível, perto da vela.
 
6. Uma oferenda. Normalmente, consiste de uma mistura de vinho tinto e mel, em partes iguais. Será despejado como libação ao final do ritual. Pode-se ainda ofertar flores ou ervas associadas a seus ancestrais; nesse caso, você as plantará num vaso ou no solo como oferenda.


Como Fazer:
1. Agora você já está pronto para começar. Este ritual é mais eficaz quando praticado ao ar livre e à noite, sob as estrelas. A noite de lua cheia é ideal, obviamente. Sente-se em local tranquilo, afirme que seu propósito é o de alinhar-se a suas memórias ancestrais interiores, e acenda a vela. A seguir, unte-se com o óleo, seguindo o padrão do pentagrama: * testa * peito direito * ombro esquerdo * ombro direito * peito esquerdo * testa.
 
2. Sente-se então diante da vela acesa a visualize um período do tempo com o qual deseja se conectar. Visualize o tipo de roupa que era utilizado então com seu olho mental. Traga à mente quaisquer imagens que o auxiliem a "sintonizar-se" com o alinhamento. Se houver bebidas e alimentos tradicionais associados a seus ancestrais, você pode melhorar o rito através de seu consumo (você é o que você come).
 
3. Em seguida, comece a ler em voz alta seu mito ou lenda. Leia à luz da vela como se esta fosse uma pessoa, olhando de vez em quando para a chama ao terminar uma sentença. A chama é o portal, a substância etérea animadora do rito. O fogo simboliza a paixão e a energia; paixão e energia são termos associados ao sangue, o elo, o portal para o passado, dentro e fora de você.
 
4. Ao terminar de ler sua lenda, segure a libação entre as mãos, feche seus olhos e respire profunda e lentamente por três vezes, exalando completamente entre cada inspiração (sobre a libação). Abra seus olhos e então derrame metade da libação sobre o solo como oferenda, deixando a outra metade no recipiente para as "Fadas".
 
5. O rito está completo, e tudo o que você precisa fazer agora é permitir que as memórias venham por si mesmas. Você descobrirá que este rito aumenta sua habilidade de criar rituais e fazer várias ligações ao estudar e pesquisar. Unte-se com o óleo de menta antes para intensificar a recuperação de memória.
 
Praticantes com mais experiência podem desejar energizar as velas e o óleo com suas próprias cargas energéticas, e escolher uma noite na qual a lua esteja bem aspectada para trabalhos psíquicos.
Sinta-se à vontade para modificar este ritual como melhor lhe aprouver.


Fonte:
Grimassi, Raven.
Os Mistérios Wiccanos.Editora Gaia, 2000.


   

sábado, 27 de agosto de 2016

Horóscopo Celta das Árvores

horóscopo celta das árvores


BÉTULA - 24/12 a 20/01 - O EMPREENDEDOR - ambicioso, trabalhador, líder, leal, confiável, sociável, ocasionalmente cínico.


SORVEIRA - 21/01 a 17/02 -  O PENSADOR - não convencional, artístico, refinado, exigente, idealista, justo, rebelde, curioso, imprevisível.


FREIXO - 18/02 a 17/03 - O ENCANTADOR - criativo, imaginativo, livre, seguro, personalidade atrativa, mal humorado, recluso.


AMIEIRO - 18/03 a 14/04 - O PIONEIRO - simpático, intenso, verdadeiro, não tolera falsidade e superficialidade, egocêntrico.


SALGUEIRO - 15/04 a 12/05 - O OBSERVADOR - místico, sensível, sábio, compreensivo, paciente, conselheiro, amável, realista, exigente.


ESPINHEIRO-BRANCO - 13/05 a 09/06 - O ILUSIONISTA - dissimulado, misterioso, reservado, surpreendente, irônico, ambíguo.


CARVALHO - 10/06 a 07/07 -  O ESTABILIZADOR - forte, determinado, solidário, otimista, caridoso, respeitoso, conservador, lento.


AZEVINHO - 08/07 a 04/08 -  O ADMINISTRADOR - altivo, arrogante, autoritário, competitivo, generoso, insubordinado, organizado.


AVELEIRA - 05/08 a 01/09 -  O CONHECEDOR - centrado, estudioso,  esperto, inteligente, cauteloso, metido a sabe-tudo, regrados, metódico.


VIDEIRA - 02/09 a 29/09 -  O EQUALIZADOR - adaptável, mutável, elegante, indeciso, dependente, gosta do luxo e das coisas belas, superficial.


HERA - 30/09 a 27/10 -  O SOBREVIVENTE - espirituoso, corajoso, capaz, compassivo, gracioso, alegre, sedutor.


JUNCO - 28/10 a 24/11 -  O INQUISIDOR - contador de histórias, falante, não guarda segredo, manipulador, divertido, escritor.


SABUGUEIRO - 25/11 a 23/12 -  O BUSCADOR - libertário, desafia regras, extrovertido, filosófico, pensativo, agitado, genuíno, sincero, inquieto.


   

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Olho de Hórus: origem e significado



Hórus tinha a cabeça de falcão e era o deus egípcio do Sol Nascente que sempre lutava contra o exército das trevas a fim de garantir o nascimento de um novo dia. Ele  era filho de Ísis e Osíris, importantes deidades do panteão egípcio. 


Certo dia, Osíris foi morto por seu irmão Seth, o deus do Caos e Hórus resolveu vingar a morte do pai. Durante a batalha, apesar de sair vitorioso, Hórus teve um olho arrancado por Seth. Acontece que sem o olho, Hórus estaria impedido de entrar na vida após a morte, já que no  Antigo Egito, o olho era o símbolo da alma. Porém, o deus da Sabedoria, com cabeça de pássaro, Toth, devolveu  à Hórus seu olho, na forma de um amuleto, que ficou conhecido como o Olho de Hórus.


O olho direito de Hórus, chamado Udjat, representa o Sol, a informação concreta, o yang, o masculino, o pensamento. O olho esquerdo, Wedjat, representa a Lua, a informação abstrata, o yin, o feminino, o sentimento. Juntos, representam o Universo e suas forças de Luz.


Possuindo forte significado místico, o Olho de Hórus é um amuleto usado contra o mau-olhado; é símbolo de sabedoria, vigor, saúde e cura; está associado ao chakra ajna ou terceiro olho conferindo poderes de clarividência a quem o usa pois permite ver além das aparências.








terça-feira, 23 de agosto de 2016

Oração ao Grande Espírito

oração ao grande espírito
Oh! Grande Espírito, que criou tudo antes e que reside em cada objeto, em cada pessoa e em todos os lugares, nós acreditamos em Ti. Nós Te invocamos dos mais distantes lugares para nossa presente consciência.

Oh! Grande Espírito do Norte, que dá asas às águias do ar e rola a grossa tempestade de neve antes de Ti. Tu, que cobres a Terra com um brilhante tapete de cristal, principalmente onde a profunda tranquilidade de cada som é maravilhosa. Tempera-nos com a força para permanecermos como parte da nevasca; sim, faça-nos agradecidos pela beleza que flui e se aprofunda sobre a quente Terra em seu despertar.

Oh! Grande Espírito do Leste, a Terra do Sol Nascente. Tu que seguras em Tua mão direita os anos de nossas vidas e em Tua mão esquerda as oportunidades de cada dia. Sustenta-nos para que não esqueçamos nossas oportunidades, nem percamos em preguiça as esperanças de cada dia e as esperanças de todos os anos.

Oh! Grande Espírito do Sul, cujo quente hálito de compaixão derrete o gelo que circunda nossos corações, cuja fragrância fala de distantes dias de primaveras e verões, dissolve nossos medos, transmuta nossas aversões, acenda nosso amor em chamas de verdade e existentes realidades. Ensina-nos que aquele que é forte é também gentil; que aquele que é sábio tempera justiça com piedade; e aquele que é um verdadeiro guerreiro combina coragem com compaixão.

Oh! Grande Espírito do Oeste, a Terra do Sol poente, com Tuas elevadas e livres montanhas, profundas e extensas pradarias, abençoam-nos com a sabedoria da paz que segue a contenção e a liberdade de quem vive como túnica flutuante nas asas da vida bem - disciplinada. Ensina-nos que o fim é melhor que o começo e que o por do sol não glorifica nada em vão.

Oh! Grande Espírito dos Céus, em dias de infinito azul e misturado às infindáveis estrelas da noite de cada estação, lembra-nos o quanto és imenso e bonito e majestoso além de todo o nosso conhecimento ou saber, mas que também não estás tão longe de nós, quanto o mais alto de nossas cabeças ou o mais baixo de nossos olhos.

Oh! Grande Espírito da Mãe Terra sob nossos pés; Mestra dos metais; Germinadora das sementes e Celeiro de ocultos recursos da Terra, ajuda-nos a dar graças incessantemente pela Tua presente generosidade.

Oh! Grande Espírito de nossas almas, que ardes há tempos em nossos corações e em nossas profundas aspirações, fala-nos agora e sempre de tudo que precisamos saber sobre a grandeza e bondade de Teus presentes para a vida, para sermos orgulhosos do inestimável privilégio de viver.

(1996 - Noel Knockwood, B.A. Elder)


     
    

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Deusa Uzume

deusa izume
Deusa Uzume
Na antiguidade algumas culturas associavam o Sol a energia feminina. No Japão Amaterasu era a deusa solar símbolo da unidade cultural do povo japonês. Acontece que durante um período, devido uma briga seu irmão, o Deus da Tempestade, ela recolheu-se à uma caverna e de lá não queria sair deixando o assim, o mundo às escuras. 

Certo dia,  perto da caverna, Uzume realizou uma dança cômica, ruidosa e obscena. Tamanha agitação provocou risadas nas divindades presentes e isso acendeu a curiosidade em Amaterasu que saiu de sua caverna para ver o que estava acontecendo, consequentemente, trazendo claridade ao mundo novamente.

izume
arte de Katherine Skaggs
Uzume é a deusa xamã da alegria, do riso; a bela além dos padrões e representa a capacidade de resgatar partes essenciais porém, adormecidas de nossa alma. 

Ela nos ensina que, através da alegria,  do bom humor, da autoestima e da autoaceitação somos capazes de trazer à tona nossos potenciais esquecidos, podemos vencer a insegurança e voltar a brilhar. Uzume nos diz para sermos quem somos verdadeiramente e a ter o coração como guia.

Quando você estiver se sentindo pra baixo, entristecido, sem achar muita graça na vida e no mundo, com dificuldade de rir de si mesmo e carrancudo, conecte-se com a energia da deusa Uzume. Dance, solte seu corpo, sorria mesmo sem motivo, o riso se autoalimenta, é só começar e em pouco tempo você estará rindo verdadeiramente. Permita-se celebrar a vida; a deusa Uzume estará com você dando aquela força!






    

sábado, 20 de agosto de 2016

Os principais medos de cada signo astrológico

o medo de cada signo


* Áries - ser enganado, não poder se impor;

* Touro - ser esquecido, passar necessidades básicas;

* Gêmeos - não ser ouvido, não poder mudar de opinião;

* Câncer - ser abandonado, sentir-se desprotegido;

* Leão - ser ignorado, não ser um exemplo positivo;

* Virgem - ser dispensável, não conseguir resolver problemas;

* Libra - não ser amado, levar a vida sozinho;

* Escorpião - ser rejeitado, não entender as situações;

* Sagitário - ficar preso, perder as oportunidades;

* Capricórnio - ter problemas financeiros, mostrar seus pontos fracos;

* Aquário - ser igual aos outros, ser vigiado;

* Peixes - ser tratado com rispidez, lidar com situações desfavoráveis.


    

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Os 4 elementos e as ervas


Nas listas abaixo, baseadas nos ensinamentos do escritor Steven R. Smith, temos alguns exemplos de correspondências entre os quatro elementos e as ervas. Esta tabela pode ser usada quando se deseja trabalhar especificamente com a energia de algum dos elementos ou todos em conjunto.



magia no dia a dia

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Manifesto da Chama Violeta

manifesto da chama violeta

Eu sou a Chama Violeta.

Meus queridos filhos do Meio do Mundo, eu sou um SER CÓSMICO, eu sou um PODER, eu sou uma POTÊNCIA.

EU SOU A MISERICÓRDIA DIVINA porque consumo vosso karma. Eu consumo as formas-pensamentos nefastas e maléficas que haveis criado, ou que outros projetam contra vós, breves eu consumo tudo o que não é Luz. Somente não posso fazê-lo sem vós; chamai-me, meus queridos filhos, sabeis como é preciso fazê-lo, e eu virei imediatamente a vós. Eu vos envolverei, passarei em vossos ossos, em vossos músculos, em vossas veias, em vossos nervos, em todas as vossas células e consumirei tudo o que não é belo em vossas auras. Consumirei o ódio, a discórdia, a inveja, a crítica. Purificarei vosso corpo, vossos corpos, vossos pensamentos, vossos sentimentos e desligarei todos os elos que haveis criado com outras almas pela calúnia, crítica e discórdia!

Enviai-me aos vossos amigos, assim como aos vossos supostos inimigos e eu me precipitarei em tromba para vos prestar serviço. Eu os envolverei, eu os purificarei, eu os libertarei!

Enviai-me aos confins da Terra e eu irei, enviai-me aos mares e oceanos e eu irei, enviai-me à floresta, aos bosques e clareiras, aos jardins e casas dos homens, e eu irei.

Enviai-me às igrejas, aos conventos, aos hospitais, às prisões, aos cemitérios. Eu irei, eu irei por toda a parte onde desejardes, minhas crianças da Terra.

Mas cabe a vós pedir. Tocai meu canto. Chamai-me, que nós purificaremos conjuntamente a Terra e libertaremos tudo: os humanos, os animais, os vegetais, os minerais, libertaremos as almas errantes, libertaremos tudo o que está impuro e encadeado.

Minhas crianças da Terra, eu sou a MISERICÓRDIA, eu sou a REDENÇÃO. 
Chamai-me.

Eu sou o EU SOU
A Chama Violeta.


Genebra, 30 de março de 1955.


    

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Pense nisso

castigo recompensa

A Magia da Selenita

propriedades da selenita
A selenita é um dos cristais que eu mais gosto e a considero indispensável no acervo de todo estudante de Magia. Formada pela evaporação da água salgada em lagos ou mares interiores ela é a pedra que tem a capacidade de limpar e energizar todos os demais cristais bastando para isso que o cristal a ser trabalhado seja colocado em contato com a mesma.

Por ser muito macia, a selenita se desmancha facilmente e por isso  jamais deve ser colocada em contato com a água ou em locais úmidos. Até mesmo com o sal ela não deve entrar em contato. Com o sol o contato não deve ultrapassar os trinta minutos. A limpeza ideal deve ser feita com a fumaça de um incenso de sálvia ou cedro ou através do sopro que deverá ser visualizado na cor violeta envolvendo toda a pedra.

Como ela absorve a energia de ambientes, coisas e pessoas é comum acontecerem rachaduras ou a pedra se partir. Se isso ocorrer é sinal que ela cumpriu seu propósito, então devolva à natureza a pedra danificada e adquira uma nova.

A selenita também é uma excelente ferramenta para ativação, alinhamento e desenvolvimento dos chakras superiores. Usada em meditações, ela vai ajudar na abertura do terceiro olho, vai promover a clareza mental, facilitar a comunicação com os planos superiores, afastar energias intrusas, aumentar a intuição e a capacidade telepática. 

Os benefícios no plano físico podem ser notados no aparelho digestivo, na coluna vertebral e na melhora da qualidade do sono. Ela também combate fobias e ativa a criatividade.

Você poderá encontrá-la em vários formatos tais como bastões, pedras roladas, torres, espirais, pirâmide, ovo, esfera e etc. Escolha o modelo que melhor servir às suas necessidades.





  




terça-feira, 9 de agosto de 2016

Significado Mágico da Lua em cada Signo

significado da lua nos signos


Uma das maneiras que temos de fortalecer os efeitos dos feitiços é escolhendo um momento astrológico propício. Mesmo que você não entenda muito de astrologia saber a posição da lua nos signos é muito fácil, basta consultar as efemérides ou fazer uma pequena pesquisa na internet. Cada signo vai potencializar um tipo de trabalho mágico. Vejamos:






Lua em Áries - quando se precisa um resultado rápido mas não necessariamente duradouro, essa é a posição ideal. 

Lua em Touro - quando você deseja que uma coisa seja duradoura, mas tenha certeza disso, pois desfazer será complicado.

Lua Gêmeos - boa posição para mudanças rápidas em uma situação que não seja muito complicada.

Lua em Câncer - excelente para assuntos domésticos, emocionais e familiares.

Lua em Leão - quando você deseja melhorar sua autoestima, superar um problema de ordem pessoal; essa é a Lua.

Lua em Virgem - boa para desembaraçar coisas que estão complicadas e ter percepção para perceber os detalhes sutis de uma situação.

Lua em Libra - feitiços relacionados a sócios, parcerias, amor e incremento da vida social.

Lua em Escorpião - boa posição para manter ou desvelar segredos; aumento da força psíquica, assuntos sexuais.

Lua em Sagitário - quando é preciso concentração para estudos, desejo de expandir horizontes, realização de sonhos.

Lua em Capricórnio - quando se precisa de ajuda para cumprir alguma obrigação, responsabilidade, proteção para bens materiais.

Lua em Aquário - boa posição para fazer aflorar seu lado criativo, coragem para fazer mudanças drásticas, autoconfiança.

Lua em Peixes - excelente para feitiços ligados ao fortalecimento espiritual, desenvolvimento da intuição, trabalhos relacionados a caridade.




  

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Cristais Tóxicos & Elixires

método indireto
Os cristais são uma valiosa fonte de energia e existem várias maneiras de usá-los e deles obter benefícios físicos, emocionais e espirituais.

Talvez uma das maneiras mais populares de uso seja na forma de elixir. Contudo existem algumas pedras que são tóxicas e por isso é preciso preparar o elixir usando o método indireto

E como fazer? 
É simples: depois de limpar e programar energeticamente o cristal, ele deve ser colocado dentro de um copo de vidro transparente e este deve ser colocado dentro de outro recipiente maior, também de vidro transparente, encha esse segundo recipiente com água mineral sem gás mas não ultrapasse a altura do copo que contém o cristal. 

Atenção: o cristal tóxico não deve entrar em contato direto com a água que será usada por você.

Deixe os recipientes sob a luz direta do sol durante quatro horas. Depois disso você poderá usar/beber a água energizada. A duração máxima dos efeitos é de vinte e quarto horas, logo, sugiro que você faça pequenas porções todos os dias.


Abaixo, segue uma lista com alguns cristais tóxicos. Existem muitos outros. Fique atento e preserve sua saúde; em caso de dúvida, pesquise ou dê preferência ao método indireto de preparação de elixires.

* Amazonita – contém inclusões de cobre;
* Azurita – contém cobre tóxico;
* Boji stone – teor de enxofre impróprios para um elixir;
* Calcopirita – contém cobre e enxofre;
* Crocoíta – contém quantidade de cromo venenoso e tóxico;
* Crisocola – contém cobre;
* Cinábrio – contém mercúrio e é tóxico para o organismo;
* Cuprita – contém cobre;
* Dioptase – contém cobre;
* Hematita – enferruja com exposição à água;
* Lápis Lazuli – contém pirita;
* Malaquita – contém cobre; 
* Olho de Tigre – contém amianto;
* Pirita – contém enxofre;
* Realgar – contém arsênico;
* Smithsonita – contém zinco e pode conter cobre (quando verde);
* Sodalita - contém alumínio;
* Wulfenita – contém chumbo e molibdênio;
* Zircônia – contém zircônio, radioativo;


método direto


Observação: O método indireto também deve ser usado quando se tratar de cristais que se dissolvem em contato com a água, como a selenita, por exemplo.

No método direto de fazer elixires, o cristal é colocado diretamente na água que será usada, não há necessidade de separação; os demais procedimentos são iguais ao método indireto.





    

sábado, 6 de agosto de 2016

Versos Esmeraldinos

Hermes Trismegistus

"É verdade, correto e sem falsidade, que o que está em baixo, é como é em cima, para cumprir-se a Grande Obra. Como todas as coisas derivam-se da Coisa Única, pela vontade e pela palavra daquele Único que as mentalizou, assim também tudo deve a sua existência a esta Unidade, pela ordem Natural, e tudo pode ser aperfeiçoado por adaptação àquela Mente.

Seu pai é o Sol; sua mãe a Lua, o Vento a transporta em seu ventre, sua nutriz é a Terra. Este ente é o pai de todas as coisas do Mundo. Seu poder é imenso e perfeito, quando novamente separada da Terra. Separas pois o Fogo da Terra, o sutil do denso, mas com cuidado, com grande habilidade e critério.

Ela sobe da Terra ao Céu e novamente desce à Terra, renascendo e assim tomando para si o poder de Cima e o poder de Baixo. Desta forma o esplendor do mundo será todo teu, possuirás todas as glórias do universo e quaisquer trevas afastar-se-ão de ti. Nisso consiste o poder poderoso de todo poder; capaz de vencer todo o sutil e penetrar tudo o que é sólido. Do mesmo modo o universo é criado. De lá vem as realizações maravilhosas, e seu mecanismo é o mesmo.

É por isso que sou chamado Hermes Trismegistus, possuindo poder sobre os três aspectos da filosofia universal. O que eu disse da obra-mestra da Arte Alquímica, a Obra Solar, aqui está dito e encerra tudo."

A Tábua de Esmeralda - Hermes Trismegistus


   

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Sinais de desequilíbrio dos Chakras

sinais de desequilíbrio dos chakras



Os chakras servem como receptores de todas as vibrações de energia e informações que ultrapassam a esfera física. Eles também irradiam energias diretamente no meio ambiente, alterando, desse modo, a atmosfera ao nosso redor. 

Através deles, podemos emitir vibrações de cura, bem como mensagens conscientes ou inconscientes, e influenciar pessoas, situações e até a matéria, tanto no sentido positivo como no negativo. 

Não existe um ponto do corpo que não tenha um órgão sensível para a recepção, transformação e transmissão de energias. São encontrados 88 mil chakras, mas somente sete deles são popularmente conhecidos e considerados principais. Eles se encontram ao longo de um eixo vertical, na parte dianteira do tronco, e são tão decisivos para o funcionamento das regiões fundamentais e mais importantes do corpo, da mente e da alma do homem que devem ser trabalhados individualmente.

Quando esses centros de energia sutil estão desequilibrados necessário se faz alinhá-los. Abaixo, alguns sinais que podem indicar a necessidade de reequilibrar os chakras.


Chakra Básico:
Quando está em desequilíbrio, pode gerar insegurança, falta de “gana”, atitudes mais violentas, ganância ou fúria. A pessoa ainda apresenta uma demasiada preocupação com a própria sobrevivência, tensão, o “viver para ter”.


Chakra Umbilical ou Sacro:
Quando este Chakra está em desequilíbrio pode gerar dificuldades sexuais, ausência de objetivos, sentimento de impotência, confusão, ciúme, inveja ou desejo de possuir. Impacta diretamente no desejo e na vontade de viver, alcançar outros patamares, enfrentar desafios e viver o presente.


Chakra Plexo Solar:
Quando o Plexo Solar está com excesso energético pode gerar egoísmo, egocentrismo, fúria, medo, ódio e dificuldade em assimilar/digerir. E quando está com baixa energia, a pessoa fica apática, sem força de vontade e insatisfeita.


Chakra Cardíaco:
Quando o Chakra Cardíaco se mostra em desequilíbrio, pode gerar repressão do amor, instabilidade emocional, sensação de opressão e/ou peso no peito.


Chakra Laríngeo:
Percebemos que o Chakra Laríngeo está em desequilíbrio quando apresentamos problemas na comunicação – geralmente a falta dela – o uso insensato do conhecimento e a falta de discernimento. Nesse caso, a pessoa pode falar demais ou dizer bobagens por querer esconder o que sente. Num outro extremo, pode tender a falar pouco e “engolir sapos”.


Chakra Frontal:
Quando em desequilíbrio, pode desencadear falta de concentração, medo, cinismo, tensão, pesadelos, e excesso ou falta de sono. Também é recorrente ter um acúmulo de pensamentos.


Chakra Coronário:
Percebemos o Chakra Coronário em desequilíbrio quando apresentamos falta de inspiração, confusão, tristeza relacionada à falta de esperança, alienação ou hesitação em servir ao bem comum.


    

Fonte de pesquisa: Deepak Chopra e Amit Goswami.


    

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Pense nisso

magia no dia a dia

Como ter um sonho profético

cornelius agrippa

Cornelius Agrippa nos ensina:


"Aquele que quiser ter sonhos divinos deve estar corporalmente disposto para isso e não ter o cérebro sujeito a vapores nem o espírito às paixões; não deve cear nesse dia nem beber coisa alguma que o possa atordoar. 

Que seu quarto esteja muito limpo e seja mesmo exorcizado e consagrado, queimando-se nele algum perfume. 

Depois de haver ungido as faces tendo os dedos juntos, colocando sob o travesseiro uma figura celeste e uma carta consagrada, tendo invocado a divindade por meio de santas orações, que o operador procure seu leito, tendo o pensamento fixo sobre o que ele quer saber; pois é assim que ele terá sonhos muito verdadeiros e certos, com uma positiva iluminação do entendimento".



    
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...